7 Dicas para comprar no Paraguai

Muitos brasileiros chegam a Ciudad Del Este, atraídos pelos preços, exclusivamente para fazer compras. Se você já esteve por lá, sabe que é praticamente impossível atravessar a ponte e não comprar uma bugiganga, um eletrônico ou uma peça de roupa. As tentações estão para todos os lados. Para tornar essa experiência mais agradável aos que visitarão a cidade paraguaia pela primeira vez, separamos 7 dicas esclarecedoras para comprar no Paraguai e aproveitar a experiência do melhor jeito.

1) Separando a Documentação

Para ir à Ciudad Del Este, você deve levar consigo seu RG (atualizado) ou passaporte válido. Atenção: não vale apresentar a carteira de motorista, nem outro documento profissional com foto.

2) Trocando o Dinheiro

Na verdade, em Ciudad Del Este, você consegue fazer compras com Real, Dólar, Guarani e em algumas lojas até cartão de crédito, mas o que vale mais a pena?

  • A DICA: é sempre comprar em dinheiro e fazer o câmbio de real para dólar no Brasil, onde é mais rentável. Além disso, se a loja aceitar o cartão, ela provavelmente cobrará uma taxa de 5 a 10% acima do valor da compra (calculada em Guaranis).

3) Planejando as Compras

  • HORÁRIO: As lojas de Ciudad del Este costumam funcionar de segunda a sábado (exceto feriados), das 6h as 16h, sendo sábado o dia mais movimentado. No domingo apenas algumas lojas abrem.
  • PESQUISE: Trace uma rota para fazer, faça uma lista dos produtos que deseja comprar, pesquise na internet o preço estimado e lojas onde você pode encontrá-los. Acesse o site http://www.lojasnoparaguai.com.br/ e faça a lista dos produtos que deseja comprar.
  • FIQUE ATENTO: Variedade é o que não falta no Paraguai, por isso fique atento para marcas de má qualidade e de procedência suspeita, também desconfie de preços muito mais baixos e nunca compre nada na rua.

4) Escolhendo seu Transporte

Para chegar à Ciudad del Este existem várias formas, vamos citar aqui algumas:

ÔNIBUS | A partir do Centro de Foz do Iguaçu, existem diversas linhas (355, 230, 215, 320 e 380) que chegam até a praça da Aduana, que fica bem perto da Ponte da Amizade. Se você estiver na rodoviária também existem linhas que vão para a ponte e a partir daí você pode optar por pegar outro ônibus ou atravessar a pé a ponte.

Outra alternativa, é fazer a travessia inteira por meio de ônibus, que pode ser tanto linha brasileira, quanto paraguaia. Este, no entanto, não passa dentro dos terminais. Apenas nos pontos de ônibus de Foz do Iguaçu (nas Av. JK e Paraná, por exemplo).

VAN | Algumas empresas de turismo oferecem o serviço de van saindo de Foz do Iguaçu, tanto para ida quanto para volta. A van, geralmente busca você o hotel ou local combinado pela manhã e te deixa em algum ponto acordado dentro de Ciudad del Este. Neste mesmo lugar, ela te busca no fim da tarde para retornar ao Brasil.

  • DICA: Evite pegar vans paraguaias e taxis, ainda mais se eles disserem que farão um caminho alternativo. O único caminho que existe entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este é pela Ponte da Amizade. Além disso, se você estiver de carro, prefira estacionar do lado brasileiro e cruzar a ponte a pé.
Compras em Ciudad del Este

Compras em Ciudad del Este

5) Andando por Ciudad del Este

Para você andar pelo Paraguai com conforto e segurança, vale a pena você investir nestas dicas:

*Escolhas roupas confortáveis, camisetas, bermudas e tênis, para não se cansar ao caminhar;
*Evite usar jóias e outros acessórios que chamam atenção (assim como em qualquer outro local onde a concentração de pessoas é grande, abuse das dicas básicas de segurança)
*Prefira bolsas com fechamento de zíper e não coloque a carteira no bolso de trás;
*Teste os produtos (especialmente eletrônicos) nas lojas;
*Verifique se as embalagens estão lacradas e não aceite produtos do mostruário;
*Cheque se a tensão elétrica dos produtos é de 220 ou 110 volts;

Seja cuidadoso e tudo sairá nos conformes!

6) Comprando Tudo e Mais um Pouco

A vontade de comprar tudo é realmente tentadora, mas mesmo com toda variedade de itens a disposição, existem algumas restrições de produtos que não podem ser trazidos ao Brasil. Confira:

*Bens cuja quantidade, natureza ou variedade revelem intuito comercial ou de uso industrial;
*Veículos automotores terrestres, aeronaves e embarcações de todo tipo, bem como motos aquáticas e similares e motores para embarcações;
*Cigarros e bebidas fabricados no Brasil, destinados à venda, assim como bebidas alcoólicas, fumo e semelhantes trazidos por viajante menor de dezoito anos;
*Substâncias entorpecentes ou drogas;
*Bens ocultos com o intuito de burlar a fiscalização;

Além disso, existem alguns limites a ser obedecidos:

Até 12L de bebidas alcoólicas; Até 10 maços de cigarro; Até 25 unidades de charuto; Até 20 unidades de produtos com valor inferior a USD$ 5, sendo que apenas 10 unidades podem ser idênticas; Até 10 unidades de produtos com valor igual ou maior que USD$ 5, sendo que apenas 3 peças podem ser idênticas; No total, a sua compra não pode ter mais do que 30 mercadorias.

OBS.: Bens considerados como de uso pessoal não entram na cota de isenção de imposto. Ou seja, além desse limite estabelecido, você ainda pode comprar um telefone celular, relógio, câmera, óculos de sol ou até uma bolsa.

7) Passando pela Alfândega

Existe um limite de isenção de impostos para importação estabelecida a cada pessoa, a famosa cota. Esta cota varia de acordo com o meio de transporte que você for utilizar para sair do Paraguai. Por via terrestre (carro, moto, van ou a pé), o valor é de USD$ 300 (valida para 30 dias). Por via aérea é de USD$ 500. Ao retornar ao Brasil, você deve fazer a declaração da sua bagagem. Geralmente essa declaração é feita somente se você estiver trazendo algum eletrônico ou algo que ultrapasse a cota. Se suas compras excederem a cota, será necessário pagar os impostos (50% sobre o que passar desse valor). Uma vez feito a declaração, seus produtos estão legalizados.