O que é e o que não é permitido trazer do Paraguai?

Ponte da amizade Paraguai

A viagem a Foz do Iguaçu reserva muitas surpresas, encontros com a natureza, fotos incríveis e momentos para ficar na memória. Entretanto, lá também é o início de um dos melhores tours de compras, bem pertinho do Brasil. Comprar no Paraguai é uma atividade cultural dos brasileiros, que atravessam a fronteira em busca de bons preços e da aquisição de produtos, principalmente os importados, que são muito difíceis em se obter por aqui. Entretanto, antes de passar pela Ponte da Amizade, conheça o que é e o que não é permitido trazer de lá para o Brasil.

Cota de limite de valor dos produtos

A primeira informação importante é quanto ao limite de isenção, a famosa cota de compras. Alguns produtos são tributados quando superiores a US$ 500 por via aérea ou marítima e US$ 300 se for por via terrestre ou fluvial. Portanto, o ideal é que o consumidor se organize dentro desta cota para não precisar pagar mais pelos seus produtos. Cabe lembrar que esta cota é pessoal e intransferível, além de incidir sobre bagagem acompanhada. Esteja preparado para a hora de passar com os seus produtos pela aduana.

O que pode trazer e o que não pode do Paraguai

Para entender o que se pode ou não trazer para o Brasil, é interessante fazer uma divisão em 3 categorias. Assim, fica claro quais os produtos são mais vantajosos e quais não, bem como a melhor maneira de se adequar.

Não precisa pagar imposto

Os livros e jornais, independente da quantidade, não são contados dentro da cota de produtos que podem ser comprados no Paraguai e trazidos para o Brasil. Aqueles que serão utilizados para atividades profissionais também não são taxados, porém deve ser apresentado um termo de responsabilidade de uso. Por fim, qualquer produto de consumo pessoal, quando usados e compatíveis com a situação, pode circular na fronteira.

Produtos que podem ter que pagar taxas

Todo produto de higiene e beleza, bem como roupas e acessórios do vestuário, podem ser trazidos do Paraguai, mas se não estiver dentro da cota de valor e quantidade, pode ser que tenha que pagar taxa na aduana. Ainda tenha atenção com os aparelhos eletrônicos e com os presentes e suvenires, principalmente os artesanatos e as bijuterias.

Artigos alimentícios estão na mesma característica, sejam eles industrializados e lacrados, chocolates e doces, bem como as bebidas alcoólicas. Todo alimento processado e derivado de carne tem sansão quanto à procedência e à quantidade. Dentro deste grupo estão derivados de leite e confeitaria, e também os pescados.

Produtos proibidos de trazer do Paraguai

São proibidos produtos como cigarros e bebidas alcoólicas que sejam produzidas no Brasil e que tenham a venda voltada para o exterior. Sobre os cigarros, há de se ter atenção quanto ao país de origem, se ele não for comercializado lá, não pode trazer para o Brasil. Também está proibida a compra de agrotóxicos e componentes relacionados, além de produtos geneticamente modificados.

Também não pode cruzar a fronteira com espécies de animais silvestres e aquáticos sem permissão dos órgãos responsáveis nos dois países. Caso aconteça, será considerado como tráfico e as leis relacionadas serão aplicadas. O mesmo se pode dizer a entorpecentes e drogas, como também os produtos pirateados e falsificados.

Cotas de quantidades de produtos

Tenha atenção com a cota de quantidade dos produtos que podem ser comprados lá no Paraguai. Aqueles que têm valor até US$ 10 podem ser trazidos em no máximo 20 unidades e que sejam no máximo 10 idênticos. Para os produtos que apresentam valores acima de US$ 10 também se podem trazer até 20 unidades, contudo se deve respeitar o máximo de 3 idênticos.

Acompanhe o nosso blog e fique sempre atualizado com dicas interessantes de compras no Paraguai. Visite o nosso site e conheça os melhores produtos.